23/02/2019

Notícia/Região

Queimada na BR-381 pode ter provocado engavetamento entre seis veículos

Uma queimada na beira da rodovia Fernão Dias pode ter provocado um engavetamento entre seis veículos na tarde desta segunda-feira (21). Três vítimas foram socorridas pelos bombeiros, duas em estado grave e uma delas morreu ao dar entrada no hospital.

O acidente aconteceu por volta de 12h30, no quilômetro 768, em Campanha (MG). Segundo o cabeleireiro Robson Fonseca, ele voltava de Belo Horizonte para Taubaté, no interior de São Paulo, quando uma carreta que estava a sua frente parou por causa da fumaça de uma queimada.

"Eu percebi a fumaça e liguei o pisca-alerta e percebi que tinha uma caminhonete parada à frente. Acionei o alerta e comecei a buzinar para alertar o motorista que vinha atrás, mas infelizmente o caminhão não conseguiu parar", relata.

Outro três caminhões se envolveram no acidente. O caminhoneiro Jair André Freitas teve a cabine do veículo destruída na batida. Ele conta que a fumaça impediu que ele enxergasse os outros caminhões.

"Visibilidade zero. Não se via nada. Só vi o fundo do baú e a hora que eu encostei nele, que eu senti. Não vi mais nada", diz.

 

Vítimas resgatadas de helicóptero

O helicóptero Arcanjo, do Corpo de Bombeiros, foi responsável pelo resgate de duas das vítimas para Varginha (MG). Já o motorista de um caminhão com placas de Santana da Vargem (MG) foi socorrido por uma equipe da Artéris, concessionária que administra a rodovia, e levado para Três Corações, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Ao todo, foram 15 quilômetros de congestionamento na pista sentido São Paulo. Mesmo depois de liberada, o trânsito seguiu lento no local.

 

Perícia e vigilância sanitária

 

Um equipe da perícia precisou comparecer ao local devido à gravidade do acidente. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista de outra caminhonete que teria se envolvido no acidente foi embora do local e se apresentou em Pouso Alegre (MG).

"Ele falou que se apresentou lá, relatando esse acidente. Foi atingido também atrás, disse que ele não conseguiu parar, que tinha um caminhão à frente , mas em sequência veio essas colisões. Ele achou melhor seguir, porque tinha criança no carro e achou melhorar parar na unidade da PRF", explica Renato Martins Pomponet.

Fiscais da vigilância sanitária também foram acionados para avaliar as condições de uma carga de frangos congelados, que era transportada por um dos caminhões que se envolveu no engavetamento e foi derramada na pista. Um terço dos produtos foi descartado.

O Corpo de Bombeiros combateu as chamas, para evitar que novos acidentes acontecessem no local. A Polícia Civil informou que, se identificada, a pessoa que colocou fogo na rodovia pode ser multada duas vezes - por ter provocado o acidente e por crime ambiental.

 

Veja também